07 de setembro de 2021

Cases de sucesso do empreendedorismo que podem te inspirar

Por Cíntia Papile

Empreender, muitas vezes, requer superar obstáculos e ter muita vontade. Veja estes cases de sucesso do empreendedorismo para se inspirar

Você ainda acha que precisa sempre acertar para empreender e, por isso, está adiando este sonho? Vem cá, vamos te mostrar que muitos empreendedores que se tornaram cases de sucesso não escondem – inclusive, fazem questão de mostrar – seus erros e dificuldades na trajetória empreendedora.

 

  • Abilio Diniz, presidente do conselho administrativo do Grupo Pão de Açúcar

Hoje uma referência no país. Mas ele começou com um supermercado, a partir de uma proposta de seu pai. E enfrentou diversos problemas, mesmo depois de já estruturado. Em 1968, já tinha 40 lojas e mais de 1.500 funcionários. E em 1990 precisou fazer uma reestruturação administrativa. A questão é: perceber quando é preciso mudar e não ter medo de se reinventar.

 

  • Alexandre Costa, fundador da Cacau Show

Ele começou aos 14 anos vendendo de porta em porta. Até que uma situação inesperada prejudicou os negócios: não recebeu o produto encomendado para uma Páscoa. Sua mãe queria desistir do negócio, mas Alexandre, aos 17 anos, insistiu e criou a Cacau Show. Ter persistência e fazer diferente podem ser a chave para se tornar um case de sucesso no empreendedorismo.

 

  • Luiza Helena Trajano, Magazine Luiza

Nascida e criada em Franca, interior de São Paulo, Luiza frequentava desde criança uma loja de seus tios. Até que, aos 18 anos, ficou trabalhando como vendedora para eles. Aprendeu empreendedorismo com a tia e a inteligência emocional com a mãe. Em 1991, a tia passou o comando da loja para Luiza. Não precisamos nem mencionar que ela transformou a loja em uma das maiores varejistas do país, né? A Magazine Luiza conta com mais de 1000 lojas físicas e mais de 20 mil funcionários, sendo as suas ações negociadas por excelentes valores na Bolsa de Valores. Isso, sem falar, que foi pioneira no e-commerce. A maior lição desta história é, com certeza, sobre inovação e pensar de forma aberta.

 

  • Daniel Mendez, fundador da Sapore

Ele foi garçom e trabalhou em hotéis até conseguir abrir seu próprio negócio. Com o crescimento do empreendimento, os problemas também surgiram. A Sapore quase foi à falência. Mas Daniel enfrentou a situação e a Sapore se tornou a primeira multinacional genuinamente brasileira de restaurante corporativo.

 

  • Romero Rodrigues, Buscapé

Uma das primeiras startups brasileiras, o Buscapé foi um projeto inovador colocado em prática pelo Romero Rodrigues, que venceu até o impossível para provar seu negócio. Mesmo com todos dizendo o contrário, ele acreditou no modelo do empreendimento, que fez parte de uma das maiores transações de negócios digitais da história do país, foi vendido para o grupo sul-africano Naspers por mais de US$ 370 milhões.

 

  • Zica e Leila Velez, Beleza Natural.

Elas começaram como empregada doméstica e atendente do McDonald’s. As atuais empresários de sucesso provaram que, com determinação e criatividade, é possível atingir o sonhado sucesso nos negócios. A partir de uma experiência pessoal, a falta que sentiam de cabelos para seus tipos de cabelo, elas criaram a Beleza Natural, que se tornou uma cadeia de salões de beleza com foco em consumidores da classe C, com produtos inovadores e exclusivos para cabelos crespos e ondulados. Atualmente, a empresa tem mais de 25 institutos de beleza em diversas cidades atendendo mais de 130 mil clientes por mês. E já começa a construir uma unidade internacional, em Nova York. Transformar a dor em oportunidade com uma visão estratégica é a lição da vez.

A Adetec utiliza cookies para entregar uma melhor experiência durante a navegação. Saiba mais »