23 de dezembro de 2020

Incubadora Virtual de Empresas da Adetec ultrapassa meta no número de empreendedores apoiados neste ano

Por Cintia Papile

Inaugurada há 4 meses, Incubadora Virtual de Lins já beneficia 12 empresas e projetos de diversos municípios

Em agosto deste ano, nasceu um novo programa da Adetec, a Incubadora Virtual de Empresas. A meta estipulada na ocasião era alcançar 10 empresas incubadas até o final de 2020 e, após inscrição de 24 projetos e 14 avaliações por parte da comissão, foram aprovados 12 empreendimentos para receber os benefícios da incubação virtual.

O sucesso é visto como a oportunidade esperada pelos empreendedores para a realização de seus sonhos. “Como não são muitos os municípios que contam com incubadoras de empresas com boa infraestrutura para recebê-los, muitos sonhos são engavetados. Com a criação da incubadora virtual de Lins-SP, observamos um crescente aumento no número de “sonhadores” que nos procuram para auxiliá-los”, afirma Eugênio Brito, consultor de inovação da Adetec.

 

O que é e como funciona a Incubadora Virtual

É um ambiente estruturado remotamente para dar suporte online a quem tem uma ideia para empreender ou mesmo para o empresário que já tem uma empresa e precisa se reinventar ou acelerar seu negócio, com um suporte administrativo, gerencial e tecnológico e diversos benefícios, como networking, facilidade de acesso ao crédito, cursos e eventos, consultorias em diversas áreas: financeira, mercado, marketing, gestão de pessoas, entre outras. A diferença é a não-necessidade de instalação física do empreendimento no ambiente da incubadora.

Após o candidato se inscrever, a comissão agenda uma data para que ele(a) faça uma breve apresentação online da sua ideia ou negócio e responda perguntas dos membros. Depois, a comissão avalia se há condições para ingressar na Incubadora Virtual e em qual fase se encaixa o empreendimento: ideação, quando ainda existe apenas uma concepção do negócio; incubação, quando tem uma modelagem de negócio mais avançada; e aceleração, no caso de uma startup ou empresa estruturada que precisa ser acelerada.

“Já no primeiro semestre de 2021, teremos vários projetos avançando da ideação para incubação. E a expectativa é de receber novos projetos, não só pela procura atual, mas também pelo sucesso dos projetos atuais e pela visibilidade nacional que o nosso programa está tendo”, avalia Ricardo Bortoli, consultor de gestão estratégica da Adetec.

E as avaliações de novos inscritos continuarão. Mas, de acordo com Flávio Anequini, gerente da Incubadora de Empresas de Lins, agora será a hora de acompanhar os empreendimentos apoiados e medir seus resultados para, a partir daí, continuar a captação de novos projetos. “Nós temos muitos projetos na fase da ideação, agora pretendemos buscar empreendimentos mais maduros, que possam entrar na fase de incubação ou aceleração. Iremos acompanhar, orientar e avaliar a evolução desses empreendedores que estão conosco e que podem avançar para as próximas fases do programa. Além disso, pretendemos prospectar novos projetos, sempre mantendo um equilíbrio no número de empreendimentos apoiados com a nossa capacidade de atendimento, visando manter a qualidade no atendimento aos nossos empreendedores”, afirma Flávio.

 

Variedade de segmentos

Dos 12 empreendimentos da Incubadora Virtual, cinco são do ramo alimentício, com predominância de Lins e região. Há propostas inovadoras, como da Chocochips, que desenvolve uma linha de produtos com base de batatas chips associados ao chocolate, também de produtos diferenciados como o Artigiano, que produz risotos em variedades, outros que vão para o lado das tendências de refeições fit, como a Portella’s Easy Food e a Angelli’s Gourmet. E, ainda, os doces artesanais da Doçura Doces. Neste setor, predominam os empreendimentos locais, quatro são de Lins e um de Sabino.  

Os outros sete são de ramos variados e a maioria de municípios mais distantes. “Nesse curto período, tivemos excelentes projetos aprovados. O setor alimentício, como já era esperado, teve uma grande representação no início, em especial pelo aumento do mercado do delivery. Mas outros setores começaram aparecer e tiveram representantes de peso, como o projeto Obra Enxuta, de Rondonópolis-MT, voltado para a construção civil e já tivemos também projetos recebendo ofertas de investimento, como o Seu Editor, de Getulina, uma plataforma online que conecta editores de vídeos a pessoas que precisam ter seus vídeos editados”, avalia Ricardo Bortoli, consultor de gestão estratégica da Adetec. Há, ainda, uma empresa de placas de segurança para veículos e comunicação institucional, a Driver Protection de São Paulo, também a Gonçalves Turismo, uma agência de São Sebastião, uma papelaria online com proposta de trazer produtos diferenciados, a Nana Papelaria, de Lins, também a Coopermotolins, uma cooperativa de mototaxistas e motofretistas da cidade e uma plataforma de educação física e saúde de São Paulo, que ainda não recebeu nome.  

 

Benefícios para qualquer empreendedor, mas também para a região

“Com o bem estruturado processo de incubação virtual desenvolvido pela Adetec, temos a oportunidade de orientar, a distância, dezenas de “sonhadores”, por meio da modelagem de seus negócios, onde começam a enxergar as oportunidades do desenvolvimento de sua empresa, dizemos que os ajudamos a abrir suas conchas pessoais para que descubram a existência do oceano. E, nestes tempos de isolamento social, continuamos a contribuir para o nascimento de empresas, para o emprego e renda em qualquer lugar do país”, aponta Eugênio.

Mas, apesar de a Incubadora Virtual de Lins não ter fronteiras e estar de portas abertas a empreendedores de qualquer localidade, o programa gera benefícios regionais. “Temos empreendimentos que utilizam nosso capital humano para desenvolvimento de soluções, também gera oportunidades de estágio ou bolsas de pesquisa para nossos jovens e possibilidades de parcerias. Além disso, muitos desses projetos de ideação podem abrir empresa com endereço da Adetec, da nossa Incubadora física”, avalia Flávio.

E quem se interessar, pode fazer a inscrição no www.incubadoradelins.com.br/incubadoravirtual ou entrar em contato pelo WhatsApp (14) 99694-6123.

 

A Adetec utiliza cookies para entregar uma melhor experiência durante a navegação. Saiba mais »